Artigo publicado!

Você sabia que aqui na Ludo, além de desenvolvedores de jogos, somos cientistas também? Gostamos de manter em paralelo a atuação prática e a carreira acadêmica!

A Renata Machado, que é a designer e líder dos projetos, concluiu o Mestrado em Psicologia pela UFES no ano passado e, acabou de publicar junto com sua orientadora um artigo em uma renomada revista da área. Dá uma olhada na foto do jogo usado no trabalho.

Ela estudou condutas de cooperação no Jogo Aventura Litorânea (game autoral do qual é co-autora) e concluiu que após algumas partidas do jogo, os participantes demonstraram condutas mais complexas de cooperação. Isso sugere que o instrumento criado por ela é eficaz no que se refere a aprendizagem da competência de cooperação/trabalho em equipe. Já pensou em treinar sua equipe de gestão de projetos, por exemplo, com um game inteligente e complexo medida certa? Venha conhecer nosso portfólio!

Quer conferir mais sobre o trabalho? Dá uma olhada no resumo abaixo e caso queira ler o trabalho na íntegra, segue o link: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/scheme/article/view/8626

Resumo

Estudos sobre jogos vêm sendo elaborados em vários países, entre eles o Brasil, demonstrando a importância do tema para diversas áreas como a Psicologia, Pedagogia, Sociologia. Dentre os estudos publicados, se destacam os embasados na teoria de Jean Piaget, teórico que classificou as estruturas de jogos em exercício, símbolo ou regras. No contexto dos jogos de regras, pode-se destacar os jogos de tabuleiro, que atualmente possuem uma categoria em ascensão: os jogos de tabuleiro modernos. Esta pesquisa investigou, em uma abordagem psicogenética, utilizando um jogo de tabuleiro moderno cooperativo, o jogo Aventura Litorânea, como poderiam ser descritas em níveis de análise heurística noções de condutas de cooperação entre jovens. Participaram do estudo dezesseis jovens adultos, quinze do sexo masculino, com idades entre dezoito e trinta e sete anos, de uma escola de ensino técnico da cidade de Vila Velha – ES. A coleta de dados ocorreu em três encontros e as partidas foram filmadas e analisadas pela pesquisadora. Avaliaram-se os seguintes aspectos: 1) condutas indicativas de cooperação; 2) condutas indicativas de não cooperação; 3) o desempenho de cada participante em termos de níveis de análise heurística durante as partidas e na resolução da situação problema; 4) o resultado (se o grupo perdeu ou ganhou) em cada partida. Entre os resultados, verificou-se que a maioria dos participantes apresentou condutas de cooperação mais complexas no decorrer das partidas. Além disso, numa comparação entre as primeiras e as últimas partidas de cada grupo, mensurou-se um aumento de condutas indicativas de cooperação, em detrimento do número de ocorrências de condutas indicativas de não cooperação e um aumento do resultado de vitórias no jogo. Observou-se ainda que a maioria dos participantes alcançou o nível mais avançado de análise heurística no jogo utilizado, tendo coordenado pontos de vistas e ações, manifestando condutas de cooperação nesse contexto. Conclui-se que a participação no contexto do jogo Aventura Litorânea pode ter contribuído para que os participantes construíssem noções mais complexas de cooperação.

Até já!

 

Deixe uma resposta