Andragogia: uma forma inovadora de educação para adultos

Com o desafio de proporcionar uma educação de adultos eficiente, a Ludo Thinking utiliza uma metodologia diferente para contribuir no processo de ensino/aprendizagem, baseado na Andragogia, princípios que orientam a aprendizagem de adultos.

Ao propor a construção do aprendizado com foco nas necessidades, interesses e experiências dos aprendizes, a Andragogia garante maior relevância do conteúdo aos participantes, levando-os a assumir cada vez mais responsabilidade pela própria aprendizagem. Dessa forma, o processo de aprendizagem se torna mais efetivo e permanente.

Muitos estudiosos definem a Andragogia como “a arte ou ciência de orientar adultos a aprender”, para nós, é uma arte de aprender sobre os adultos e utilizar os melhores métodos para ensiná-los.

Uma educação pautada na Andragogia entende que adultos não aprendem como crianças. Partindo desse pressuposto, constrói-se uma nova ciência da educação, onde o adulto é o sujeito da educação e não meramente o objeto dela. Em outras palavras, a Andragogia propõe autonomia, colaboração e a autogestão da aprendizagem.

“Adultos aprendem melhor quando suas necessidades e interesses, situações de vida, experiências, autoconceitos e diferenças individuais são levados em consideração.”

O modelo de educação pautado na Andragogia deve trazer um aprendizado aplicável, claro e relevante. Nesse sentido, a explicação de uma teoria não é suficiente, pois, na Andragogia o conhecimento do aluno é tão importante quanto o conhecimento do professor/instrutor. Sendo assim, entram em sala as experiências de vida, os valores pessoais e as habilidades profissionais. Ficam do lado de fora a inflexibilidade, as respostas prontas e as metodologias ultrapassadas.

“Se você acha que educação é cara, experimente a ignorância”.
Derek Bok

No mundo corporativo, a Andragogia pode contribuir na capacitação de equipes, uma vez que ela se apresenta como um caminho educacional diferente e eficiente para qualificar adultos.

A utilização de técnicas andragógicas possibilitam a elaboração de estratégias customizadas, elevando potencialmente a qualidade do ensino e também os resultados. Cabe acrescentar que quando a Andragogia faz parte do projeto de educação corporativa, o aprendizado é prazeroso e se converte em resultados.

Nesse espaço onde os colaboradores aprendem compartilhando, podem emergir contornos originais (e inovadores) de resolução de problemas, de liderança, construção de propósito e mudanças de atitudes.

A Andragogia possui seis princípios fundamentais que ajudam a compreendê-la e aplicá-la melhor. Conheça:

  1. Necessidade de saber: Os adultos precisam saber qual a necessidade de aprender e o que eles ganharão no decorrer do processo de aprendizagem.
  2. Autodireção do aprendiz: Os adultos são responsáveis por suas vidas e decisões, portanto precisam ser encarados e tratados como indivíduos capazes de se fazer suas próprias escolhas.
  3. Experiência como recurso mais rico: a metodologia central da educação de adultos é a análise de experiências.
  4. Prontidão para aprender: Os adultos ficam mais dispostos a aprender quando o conteúdo parece ser útil em seu dia a dia, ou seja, quando o conhecimento tem a finalidade de ajudá-los a enfrentar os desafios cotidianos.
  5. Orientação para aprendizagem: Os adultos aprendem melhor quando a aprendizagem é orientada para os fatos, aplicabilidade e resultados.
  6. Motivação: Os adultos respondem bem quando fatores motivacionais entram em cena, como por exemplo, a satisfação, qualidade de vida, autoestima e afins.

Clique e veja a animação de Josh Burton, intitulada “The Potter”, nela pode-se observar o “aprender a aprender”. De forma lúdica é possível enxergar as práticas andragógicas.

Gostou do assunto e quer conhecer mais? Fale com a gente!

Deixe uma resposta